Os Descendentes de Johann Matthias Jacobi no Brasil
1728 até o presente

website de autoria de  Pedro Jacobi um descendente de Johann Matthias Jacobi



Jacob Silvino Anschau Jacobi

*31/10/1914 +14/07/1987
Jacob Silvino Anschau Jacobi
Foto de Jacob Silvino Anschau Jacobi


Filho de Pedro Jacobi e de Maria Anschau Jacobi, Jacob Silvino Anschau Jacobi nasceu em Poço das Antas no dia 31 de outubro de 1914.

Como todo os descendentes de alemães, desta época, ele era bilíngue.
Jóvem, para ampliar os horizontes, optou por estudar como seminarista no Colégio do Carmo de Caxias do Sul/RS um colégio Lassalista onde adotou o nome religioso de Irmão Celso Martinho.
Antes de fazer os votos definitivos Jacobi abandonou o seminário e foi trabalhar como professor de Francês no Colégio Metodista União, de Uruguaiana e, posteriormente, como veterinário, para o Governo Brasileiro, durante o período da Segunda Guerra Mundial.

Em 1947, já trabalhando como caixa do IAPC,  Jacobi Silvino Anschau Jacobi casou com Léia Lauredano Jacobi e foram morar em Porto Alegre onde tiveram quatro filhos.

  1950 - Jacob Jacobi e Léia Lauredano com os filhos Pedro Jacobi (esquerda) e Sandra Jacobi (direita)  

-Sandra Lauredano Jacobi - nasceu em 11 de setembro de 1948 em Porto Alegre

-Pedro Jacobi - nasceu em 27 de março de 1950 em Porto Alegre

-Lenara Lauredano Jacobi - nasceu em 29 de agosto de 1952 em Porto Alegre


-Roseli Lauredano Jacobi- nasceu em 06 de fevereiro de 1954 em Porto Alegre


Em Porto Alegre Jacobi fez carreira como funcionário público trabalhando para o IAPC, INSS e finalmente para o IAPAS. Neste período de mais de 30 anos concentrou seus esforços na área financeira e na auditoria financeira.

Jacobi aposentou como Coordenador Regional de Finanças para o Sul do Brasil no dia  19 de janeiro de 1979 pelo IAPAS (Instituto de Administração Financeira da Previdência e Assistência Social).

Nestas décadas sempre coordenando as finanças de um dos maiores arrecadadores da República ele se manteve íntegro, honesto e totalmente incorruptível: foi um exemplo para a Família e todos com quem conviveu.

No dia do seu funeral os discursos de seus colegas, além de emocionados, corroboraram a sua longa vida profissional caracterizada por uma inabalável honestidade e seriedade.

Jacobi foi um homem dedicado à família, para quem deu o seu amor, tempo e recursos.

Era um apaixonado por futebol (Grêmio) e por corridas de Fórmula 1.
Em 1957 no lançamento do loteamento que se tornou a praia Oásis Sul com Ivo Schneider
Léia e Jacobi
 
 
Em Petrópolis, com Léia Jacobi
Com Pedro e Marcel no Ver o Peso- Belém 1983
Belém, Ver o Peso Maio de 1983
Com a Daniella Pacheco -Xangri-lá, 1976
 
 
 
Faleceu no dia 14 de julho de 1987 e foi enterrado no Cemitério em Viamão.


Fontes:

-https://repositorio.ucs.br/xmlui/handle/11338/1060
-História do Colégio do Carmo de Caxias do Sul/rs: Práticas Pedagógicas e Rotinas Escolares (1908 – 1933) - Vanessa Lazzaron
-https://www.jusbrasil.com.br/diarios/3075845/pg-86-secao-2-diario-oficial-da-uniao-dou-de-05-02-1979


 
Principal - Contate-nos
Jacob Silvino Anschau Jacobi    144